Prefeito de Extremoz reivindica ações em Brasília para municípios do CITURNORTE

O prefeito de Extremoz, Joaz Oliveira, também presidente do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Turístico do Litoral Norte (CITURNORTE) participou, nesta terça-feira (13), de uma audiência com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, e o senador Garibaldi Alves Filho, em Brasília. O objetivo da reunião foi tratar de possíveis providências estruturais por parte do ministério para conter o avanço do mar em algumas cidades do litoral norte, entre elas Caiçara do Norte, Touros e Pedra Grande, principais municípios atingidos. 

A audiência contou com a presença dos prefeitos que integram o CITURNORTE, entre eles Amarildo Filho, de Caiçara do Norte; Assis do Hospital, de Touros e Valdemir Belchior, de Pedra Grande, principais municípios atingidos pelo avanço do mar, que nos últimos dias destruiu algumas estruturas, deixando a população desses municípios apreensiva. Participaram também os prefeitos de São Miguel do Gostoso e de São Bento do Norte, que integram o consórcio. 

“A audiência foi bastante produtiva. Após a reunião fomos encaminhados para o setor de Defesa Civil, onde foi tratado sobre a parte técnica, de diagnóstico e projetos e saímos com a esperança de termos esse problema resolvido pelo Ministério da Integração’, disse o presidente do Citurnorte, Joaz Oliveira. 

As principais reivindicações do grupo de prefeitos foi a obtenção de recursos para reconstrução das cidades afetadas e a realização de obras de contenção do avanço do mar. “Um dos objetivos do CITURNORTE é apresentar demandas regionais que vão além do limite territorial de nossos municípios e, com isso, poder trazer benefícios e soluções de problemas que o município, isoladamente, poderia ter dificuldades em pleitear. Estou confiante, pois o consórcio nos dá força para representar nossa região e pode fazer a voz do nosso povo ecoar mais forte através da união dos prefeitos”, acrescentou Joaz Oliveira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *